Pense primeiro em problemas, não em soluções

Lampada de Edison

Você quer ter certeza que seu produto vai dar certo? Então antes de tentar criar algo inovador ou revolucionário, procure um problema real. Não comece pelo produto, pela solução. Comece buscando e entendendo um problema.

Preste atenção aos problemas que te cercam

Observe as pessoas e as empresas ao seu redor. Elas tem problemas diários. Observe estes problemas de perto, anote seus detalhes. Converse com as pessoas sobre ele, ouça o que elas tem a dizer. Elas já perceberam que esse problema existe? Este problema as incomoda? Quanto tempo é perdido por causa dele? Elas estariam interessadas em uma solução para o problema?

Depois que você encontrar um problema real, com clientes reais que se sentem incomodados com este problema, você tem um bom problema para resolver. Agora é hora da solução. Agora sim você pode começar a desenvolver o produto.

Teste diversas soluções para este problema

Crie propostas hipotéticas de produtos e ofereça àquelas pessoas que você observou. Diga que tem a solução para o problema e gostaria que elas opinassem a respeito. Veja o quão animadas elas se tornam diante da solução, e quantas delas realmente ficariam decepcionadas caso a solução que você criou não existisse.

Faça isso repetidas vezes, sempre usando o conhecimento que você obteve para melhorar o produto. Para quais partes dele os clientes deram mais atenção? Qual parte aparenta ser a mais valiosa para eles? Quanto eles estariam dispostos a pagar? Se de cada 10 pessoas com quem você conversar, ao menos 4 realmente se mostrarem interessadas ao ponto de lhe oferecer dinheiro em troca do produto, você passou de fase!

É mais interessante partir do mercado (que é o dono do problema) e ir para a solução porque quem paga pelo seu produto são os clientes, e sem eles até o produto mais fantástico pode se tornar um amontoado inútil de trabalho. Isso garante que não criaremos uma solução para algo que não é um problema.

2 ideias sobre “Pense primeiro em problemas, não em soluções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *